Home » Notícias » ATEME E ANEVIA ENTRAM EM NEGOCIAÇÕES EXCLUSIVAS PARA AQUISIÇÃO DE ATEME DE 87% DO CAPITAL SOCIAL E 90% DOS DIREITOS DE VOTO DA ANEVIA

ATEME E ANEVIA ENTRAM EM NEGOCIAÇÕES EXCLUSIVAS PARA AQUISIÇÃO DE ATEME DE 87% DO CAPITAL SOCIAL E 90% DOS DIREITOS DE VOTO DA ANEVIA


AlertMe

ATEME (ISIN: FR0011992700) e os principais acionistas da ANEVIA (ISIN: FR0011910652) (a "Empresa“) Detêm conjuntamente 87% do capital social[1] e 90% dos direitos de voto teóricos[2] da empresa (o “Acionistas Maioritários“) Entraram em negociações exclusivas para transferir sua participação no capital social da Companhia em benefício da ATEME. A transação recebeu o apoio prévio e unânime dos conselhos de administração de ambas as partes. A "consulta-informação”Com os órgãos representativos dos funcionários da Companhia e da ATEME.

Após a conclusão do mencionado acima "consulta-informação”, A ATEME adquirirá todas as ações da Companhia detidas pelos Acionistas Majoritários (incluindo aquelas a serem emitidas mediante o exercício de valores mobiliários que dão acesso ao capital social da Companhia), em parte por meio de contribuições em espécie (o“Contribuição") E para o restante, em dinheiro (o"Aquisição"). A transferência das ações da Companhia para a ATEME seria seguida pelo depósito pela ATEME de uma oferta pública alternativa alternativa simplificada, incluindo uma oferta mista simplificada (a “OPM") E, como uma oferta alternativa, uma oferta simplificada (a"OPAS"E, juntamente com o OPM, o"oferta") (A Contribuição, a Aquisição e a Oferta são doravante referidas em conjunto como"transação“) Em todas as ações e valores mobiliários que dão acesso ao capital social da Companhia que não seriam detidos pela ATEME naquela data, de acordo com as leis e regulamentos aplicáveis, seguidos, conforme o caso, por um aperto ( "Espremer").[3]

A combinação das duas empresas criaria um participante importante na infraestrutura de transmissão de vídeo, com receita combinada de mais de € 80 milhões (pro forma 2019).

Michel Artières, Presidente e CEO da ATEME, diz: “Uma fusão com a ANEVIA e suas soluções de alto desempenho para otimizar a entrega do fluxo de vídeo é um passo fundamental em nossa estratégia de expansão na cadeia de valor de nossos clientes e na conquista de novos mercados. Ambas as empresas compartilham os mesmos valores de respeito e inovação. Com base em nossa missão de oferecer a melhor qualidade de experiência, nossa ambição é nos tornarmos a solução de vídeo de referência para bilhões de consumidores. A visão compartilhada das duas empresas e sua forte cultura deve nos permitir criar rapidamente um valor significativo para nossos clientes, funcionários e acionistas. ”

Laurent Lafarge, Presidente e CEO da Anevia, diz: “A gerência da ANEVIA está encantada com este projeto em combinar com a ATEME, líder em infraestrutura de distribuição de vídeo. Essa combinação é uma tremenda oportunidade para acelerar o desenvolvimento em um mercado dinâmico, graças a uma proposta de valor rica e forte em inovação. ”

Nesta fase das discussões, estão contemplados os seguintes termos e condições para a Contribuição e a Aquisição de um total de 87% do capital social da Companhia1 (90% dos direitos teóricos de voto da Companhia):

  • Com relação à Contribuição, usando a delegação concedida pela assembléia geral extraordinária de acionistas da ATEME realizada em 10 de junho de 2020, nos termos de sua vigésima resolução, a ATEME (x) emitiu e distribuiu aos acionistas majoritários 1 nova ação ordinária da ATEME e ( y) pagar uma contrapartida em dinheiro de 20 euros, em troca de 10 ações da Companhia;
  • As ações remanescentes da Companhia detidas por Acionistas Majoritários (correspondentes a cada um número inferior a 10) seriam vendidas de acordo com a Aquisição, por um preço igual a 3.5 euros por ação vendida;
  • Esses termos fixariam o valor da empresa da Companhia em 19 milhões de euros, ou seja, 1.2x vezes a receita da empresa em 2019;
  • O conselho de administração da Companhia nomeará um especialista independente encarregado de preparar um relatório sobre os termos financeiros da Oferta e do Squeeze-Out, que poderiam, conforme o caso, ser implementados pela ATEME de acordo com as leis e regulamentos aplicáveis. A Companhia comunicará posteriormente o processo do especialista independente, bem como os termos financeiros da Oferta e do Squeeze-Out, de acordo com as leis e regulamentos aplicáveis. Além disso, um pedido será apresentado em nome e em nome da ATEME ao Presidente do Tribunal Comercial de Versalhes, para a nomeação de auditores de contribuição que seriam responsáveis ​​por avaliar o valor das contribuições em espécie em conexão com a Contribuição e a Oferta e a imparcialidade da relação de troca proposta.

No contexto da Oferta potencial que seria implementada após a Contribuição e a Aquisição, os acionistas da Companhia terão a oportunidade de:

  • ofertar suas ações à OPM em contrapartida de um pagamento à vista de 20 euros e uma nova ação ordinária da ATEME por 1 ações da Companhia, em uma base principal, o saldo de suas ações (correspondendo a cada uma delas em número menor) 10) ser licitado em contrapartida a 10 euros por ação da Companhia;
  • • ou oferecer suas ações à OPAS em contrapartida a 3.50 euros por ação da Companhia.

Sujeitas à obtenção das opiniões dos órgãos representativos dos funcionários relevantes da Companhia e da ATEME e dos relatórios do especialista independente e dos auditores de contribuição, as transações de Aquisição e Contribuição poderão ser concluídas antes do final do terceiro trimestre de 2020 e a Oferta antes da final do quarto trimestre de 2020.

Sobre ATEME: A Ateme é o novo líder em infraestrutura de distribuição de vídeo, servindo conteúdo premium e os maiores provedores de serviços do mundo. Listada na Euronext Paris desde 2014, a ATEME transformou o campo da transmissão de vídeo. A ATEME foi a primeira empresa a comercializar uma solução 10: 4: 2: 2 de XNUMX bits, a primeira a oferecer uma solução HEVC e HDR totalmente operacional e lançou recentemente a primeira solução de software NFV verdadeira para transmissão de vídeo, projetada para suportar a transição de serviço fornecedores para datacenters de vídeo. Para complementar sua tecnologia de ponta, a ATEME faz parceria com líderes de tecnologia como Intel, Apple e Microsoft para criar as melhores soluções de entrega de vídeo. A ATEME é um membro ativo de grupos e organizações como DVB e SMPTE. A ATEME participou ativamente do trabalho da UIT para a padronização do codec HEVC em 2013. Em junho de 2014, a ATEME ingressou na Alliance for Open Media para ajudar a desenvolver um codec de vídeo aberto e sem royalties. A ATEME está sediada em Vélizy, Ile de France, e possui escritórios de P&D e suporte em Rennes, Denver, São Paulo, Cingapura e Sydney. Com presença comercial em 24 países, a ATEME possui 300 funcionários, incluindo 100 dos principais especialistas em vídeo do mundo. Em 2019, a ATEME atendeu a quase 400 clientes em todo o mundo e alcançou um faturamento de 66.4 milhões de euros, 93% dos quais com exportações.

Sobre a ANEVIA: Anevia, uma editora de software para o OTT e IPTV distribuição de televisão e vídeo ao vivo, diferido e sob demanda (VOD), oferece um portfólio completo de soluções de compactação de vídeo, IPTV headends, Cloud DVR e CDN. A Anevia desenvolve tecnologias inovadoras que permitem assistir TV em qualquer lugar, a qualquer hora e em qualquer terminal, incluindo 4K Ultra HD. A Anevia aborda o mercado de operadoras de telecomunicações e TV paga de renome mundial, emissoras de conteúdo e provedores de serviços de vídeo nos setores hoteleiro, de saúde e corporativo, públicos e privados. Fundada em 2003, a Anevia é pioneira no desenvolvimento de soluções de software flexíveis e escaláveis. Com sede em França, com escritórios regionais nos Estados Unidos, Dubai e Cingapura, a Anevia está listada no mercado Euronext Growth em Paris, com sede em França, com escritórios regionais nos Estados Unidos, Dubai e Cingapura. . Para mais informações visite Www.anevia.com

Notas de rodapé:

1) Incluindo diluição de bônus de subscrição e BSPCE que seriam exercidos pelos Acionistas Maioritários junto com a Contribuição.

2) Incluindo diluição de bônus de subscrição e BSPCE que seriam exercidos pelos Acionistas Maioritários junto com a Contribuição.

3) A Companhia emitiu 11 categorias de bônus de subscrição (BSA) na data deste comunicado à imprensa, incluindo uma categoria que expirou em 29 de junho de 2020. Os acionistas majoritários detêm atualmente BSAs com o direito de subscrever 828,286 novas ações de 1,053,581 novas ações a serem emitidas como resultado do exercício de todas as BSAs. Após a aquisição das ações e BSAs dos Acionistas Majoritários, permaneceriam 5 categorias de BSAs, dando o direito de subscrever um número total de 225,295 ações, ou seja, aproximadamente 4% do capital social diluído. As 5 categorias restantes de BSAs têm as seguintes características: BSA 4 (500 BSA ao preço de exercício de 7.30 euros, 1 BSA dando direito a 20.35 ações), BSA 2017C (12,500 BSA a preço de exercício de 2.86 euros, 1 BSA dando direito para 1.00 ação), BSA 2019A (50,000 BSA a um preço de exercício de 2, 07 euros, 1 BSA dando direito a 1.00 ação), BSA A (776,873 BSA listada a um preço de exercício de 2.25 euros, 1 BSA dando direito a 0.18 ação ), BSA B (11,370 BSA cotados a um preço de exercício de 2.00 euros, 1 BSA dando direito a 1.00 ação). Os bônus de subscrição listados na BSA A são detidos principalmente pelos Acionistas Majoritários (2,487,685 BSA A para 3,264,558 BSA A). Com relação às BSAs segmentadas pela Oferta, o preço oferecido pelas BSAs será consistente com o preço oferecido pelas ações.


AlertMe